HERÓI DO SERTÃO





Roda mundo
Roda estrada
Na boléia do caminhão
Sol queimando sua face
Comendo poeira
Sobe morro
Desce ladeira
Lá vai o Peão!


Mãos calejadas do chão
Sua alegria é enchada
Marmita requentada
Verdadeiro pão suado
Liga Não,
Isso é vida de Peão!

Reza no final do dia
Rede prá balangar
"Radim" prá escutar
Antes da noite acabar
Sonha, como todo bom Brasileiro
Um dia vou "enricá"
êh Peão!
Seu destino é trabalhar
êh Peão!
Herói do Sertão!

Maria de Fátima Méres de Morais

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AQUELA ÁRVORE

Manual do Caminhante

PAI