Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2013

ALMA

Imagem
Cavalos ligeiros
Conhecidos forasteiros
Cavalgam em círculo
Histórias de guerreiros
Romances de violeiros
Lambuzando de poeira
Os sapatos das senhoras
Que por eles ousam passar

Aflitas cantorias Rua adentro Noite afora Doces e quimeras Copos de madeiras Rindo à toa Bobos Tolos Suspiros cansados Nutridos da coragem Esparramados na mesa Esperam o jantar
O ar é frio
Denso
Consumidor
Gritos
Lamentos
Promessas
Ontem, hoje se misturam
Plainando no tempo
Só não ocupam o mesmo lugar

Quietos, solitários Cavaleiros adormecidos Espadas embainhadas Tantas lutas Ganhas ou perdidas Esvaindo-se na estrada Alimento de outros viajantes Sossega a calmaria Tranqüiliza a paciência Abraçados na leitura de um novo começar


Maria de Fátima Méres Morais

Filha

Imagem
Doce criança
vida cheia de esperança
coberta de alegria
sol de outono
linda flor de abril


Pequena
meiga
singela
suave e forte são teus cheiros:
erva doce,
capim cidreira
aromas do campo
mato molhado
canela
café
melado


Manhãs de dezembro
guardam sua essência
Outubro te aprisiona
prá logo te soltar
pescadores de pássaros
te espreitam
a espera de um único deslizar
foge ligeira
aprendeu a fazer travessias
não se deixa enlaçar


Multidões te fascinam
tanto quanto o mar
mergulhada em seus corpos
transitas com calma
elevas a alma
aperfeiçoa o cantar
deixou de ser menina
o chão de novembro
vem te buscar
pura confiança
será outro o teu caminhar


Maria de Fátima Méres Morais

Maiêutica

Imagem
Passou como chuva de verão
nem percebi
lembro quando brincávamos
de faz de conta
e acreditávamos
que tudo era verdade
a nossa própria verdade
inventada e reinventada
tudo era prá sempre
o nosso sempre
que não podia ser mensurado
eterno como choro de criança
belo, efêmero, sufocante
transitávamos espaços desconcertantes

Eu, Primavera
depois de alguns Invernos
encontrei o Verão
e como fruto do nosso amor
nasceu Outono
a filha esperada
tão bela, cálida,
frágil e encantadora
chegou tomando conta da casa
apoderando-se de nossas vidas

Sonhos e desejos
laços fortes nos une
levando-me a conclusão
que a vida de mãe
é todo dia um parto

Outono hoje é forte,
imponente
semelhante às Princesas
em seus castelos dourados
o que me faz lembrar
que há muitos partos
a me esperar
até que a Princesa
se transforme
numa sábia Rainha

Não reclamo
ao contrário,
agradeço
privilégio imerecido
ter a mesma função
do Criador
a Maiêutica é uma missão eterna
exercida com prazer
mesclada de dor e amor


Maria de Fátima M…

Reflexão

Imagem
Eu vou contar prá voces
aonde mora a Senhora Vaidade
ela vive bem faceira
lá na rua da Ilusão
nada teme
é fulgaz
imponente e charmosa
não dá bola prá ninguém


Só não sabe
a presunçosa
que do lado de lá da rua
mora a Dona Saudade
arrependida e tristonha
bons conselhos lhe daria
se a pretenciosa aceitasse
e quem sabe algum dia
até o nome mudaria
para Senhora Humildade


Maria de Fátima Méres Morais

Senhor

Imagem
Riqueza imensurável
entranháveis belezas
solução
harmonia
dança
vozea a poesia
esvazia o cantar

Meninos, meninas
pedras soltas no ar
poetas ou loucos
somente teu rosto
ilumina o olhar

Senhor dos destinos
sonhos
solidões
impuros
esfarrapados
amordaçados corações

Relembrar
que foi teu o maior
e único sacrifício
não é necesário nenhum outro
processo constante
sorver sua vida
me faz continuar

Maria de Fátima Méres Morais