PAI





Dai-me sorriso que expresse alegria
abraço caloroso e consolador
Que minha companhia
seja verdeiro ninho
abrigo fraterno de amor

Se lágrimas brotarem, que sejam sinceras
E a dor do meu semelhante seja minha também
Que eu não tenha vergonha
que as crianças imitem meus gestos

Quero ser cumplice da bondade e da caridade
Guiada de certezas carregadas de humildade
prá reconhecer e respeitar as certezas do "outro"

A família nosso bem maior e verdadeiro
celeiro de esperança, consolo e amor
E cada amigo um grande tesouro
bem compartilhado em todas as situações

Que o mundo que estamos construindo
partindo de cada mundo menor e particular
tenha começo, meio mas nunca  fim
Perdoa nossa humanidade, tão contraditória
incapaz de compreender sua grandeza
nos seus singelos e imensos gestos de amor


Maria de Fátima Méres de Morais

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AQUELA ÁRVORE

Manual do Caminhante