VIDA SOLTA






Qualquer dia, toda hora
No momento, folhas ao vento
São como alento, caindo em minhas mãos


É verdade, são mentiras
É medo, vai coragem
Bicicleta sem freio, joelho ralado no chão


Apego, afetos, palavras
Balanços, girando
Correndo, dançando
Bambolê, desenhos, picolé
risos, cochichos, saltando num só pé


Enxergar sem ver, ouvir e entender
Falar sem dizer, ler corações
Entrepassos, espaços, laços
Fontes do acaso, bolinhas de sabão


Maria de Fátima Méres de Morais

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AQUELA ÁRVORE

Manual do Caminhante

PAI