quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Dupla Face




Vida Atriz
Eloquente
exibe diariamente
inúmeras faces
múltiplos matizes
a todos surpreende
com seus finais
nem sempre felizes

Esperta
Sorrateira
Ardilosa
camuflada de sofismas
traz a platéia cativa
envolvida em seus enigmas

Persistente
Vaidosa
Misteriosa
quem quizer
que venha assistir
o que ela vai encenar

Casa lotada
público sempre garantido
a Vida segue voraz
famosa no Anfiteatro da Existência
sua peça nunca sai de cartaz

A quem diga que um dia
presa nas armadilhas do Tempo
a Vida vai se entregar
Será um Conto de Fadas
ou talves uma Tragédia Grega
O que irá se revelar??!
Até lá não me atormento
sei que nunca vou deixá-la
a Vida é tudo o que tenho
ainda que seja
por um breve momento


Maria de Fátima Méres de Morais

Um comentário:

  1. Maria de Fátima: amei o seu Blog. Sempre que eu puder vou fazer uma visitinha e deixar o meu comentário.
    Amei essa poesia! É linda e profunda! Me lembrei de mim mesma! Me enxerguei em mim mesma!
    Obrigada por dividir com a gente os seus poemas.
    Deus te abençoe e te guarde!
    Graça e Paz!

    ResponderExcluir