Viagem





Só por um instante
queria a calma do Amor
Sorrisos da Bondade
Afagos da Alegria
Sonhos da Saudade

Mergulhar nos encantos do Tempo
Ouvir quietinha, os conselhos da Vontade
Nas arquibancadas da Vida
gritar como uma torcedora alucinada
Vento, Vento, Vento...  me agarre em seus braços
não me faça esperar

Beijar Flores de Amendoeiras
Levar, escondido da Lua, fagulhas de Sol
e perfume de Estrelas
guardá-los em potes na prateleira
Pro Dia não me roubar

Enfeitar os cabelos
com as Marcas do Caminho
Descansar livremente
Nas asas de um Louva-a-Deus
Adormecer com as Conchas
no fundo dos Mares

Maria de Fátima Méres de Morais





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

AQUELA ÁRVORE

PAI

ILUSÃO