sábado, 5 de janeiro de 2013

Filha




Doce criança
vida cheia de esperança
coberta de alegria
sol de outono
linda flor de abril


Pequena
meiga
singela
suave e forte são teus cheiros:
erva doce,
capim cidreira
aromas do campo
mato molhado
canela
café
melado


Manhãs de dezembro
guardam sua essência
Outubro te aprisiona
prá logo te soltar
pescadores de pássaros
te espreitam
a espera de um único deslizar
foge ligeira
aprendeu a fazer travessias
não se deixa enlaçar


Multidões te fascinam
tanto quanto o mar
mergulhada em seus corpos
transitas com calma
elevas a alma
aperfeiçoa o cantar
deixou de ser menina
o chão de novembro
vem te buscar
pura confiança
será outro o teu caminhar


Maria de Fátima Méres Morais

Nenhum comentário:

Postar um comentário